Campanha porta a porta por Lula

O PT de Pernambuco e a Frente Brasil Popular lançaram ontem à noite o Comitê Metropolitano em defesa da democracia e do direito do ex-presidente Lula ser candidato à Presidência da República. Durante o evento, realizado no Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), militantes do Recife e de mais dez cidades da Região Metropolitana marcaram presença. A estratégia do PT é ir às ruas e subir os morros por meio dos comitês populares. É voltar ao modo antigo de fazer campanha, num trabalho de convencimento porta a porta.

Cada comitê nas cidades tem a missão de se organizar na propagação da defesa de Lula. Ontem, representantes de Olinda, Paulista, Jaboatão, Abreu e Lima, Goiana, Itamaracá, São Lourenço da Mata, Ipojuca, Igarassu e Caruaru foram citados como “espécie” de exército multiplicador. Além de ocupar os bairros e praças, visitar feiras livres e mercados públicos para massificar a inocência do líder petista, os comitês têm a missão de propagar a promessa de que as medidas adotadas pelo governo Temer serão revogadas por Lula, a exemplo da reforma trabalhista e da tramitação da previdenciária.

A mobilização em todo o país se estenderá até o dia 24, data do julgamento de Lula no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Porto Alegre. Em Pernambuco, também está prevista a distribuição de panfletos e praguinhas, além de adesivos de carros com o slogan Eleição sem Lula é golpe.

O dia 13 foi estrategicamente escolhido como dia nacional de mobilização. Em Olinda, está programada a saída da troça Sapo Barbudo, em homenagem ao líder petista.

De acordo com o presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro, os trabalhadores estão vivendo um momento importante de resistência. “Vamos reproduzir o comitê em cada cidade e mobilizar as pessoas para o dia 24. Lula não é o culpado que vai vencer a eleição, mas é o cidadão brasileiro que fizeram a maior devassa na sua vida e não encontraram uma prova sequer contra ele”, afirmou Ribeiro.

Ontem, o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-PE), Carlos Veras, anunciou que a entidade criará um comitê sindical formado por partidos políticos e centrais sindicais.

“É importante irmos às ruas nos organizarmos para o dia 13, que é o esquenta para o dia 24. Quem condenar Lula que apresente provas. Condenar sem provas é golpe e não vamos aceitar”, afirmou Carlos Veras.

 

Fonte: Diario de Pernambuco

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =

Seja bem vindo ao SINDMETAL-PE

WhatsApp