Trabalhadores Metalúrgicos paralisaram suas atividades nesta manhã de quinta-feira na empresa Gerdau Açonorte no Curado/Recife

Na manhã desta quinta-feira (16/01), trabalhadores metalúrgicos da Gerdau Açonorte, localizada no Curado/Recife, coordenados pelo Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Pernambuco (Sindmetal-PE), paralisaram suas atividades em protesto contra os desmandos e o desrespeito da empresa por conta do resultado do PPR- Programa de Participação e Resultados.
A categoria estava na expectativa para receber 125% do seu salário semestral, no qual foi “pega de surpresa”, com um índice de algumas áreas que teve o resultado de 7%. “É uma vergonha! Trabalhamos igual em todos os anos e não recebemos um PPR abaixo da crítica” reclamaram todos trabalhadores.
Lamentável. A Gerdau não tem nenhuma sensibilidade e política de valorização, uma vez que muitos dos trabalhadores recebiam esse valor do PPR para pagar matrícula dos seus filhos e comprar material escolar. “A empresa é irresponsável, pois não tem nenhuma preocupação com seus empregados e empregadas que trabalham diariamente, aumentam as vendas e geram lucros. Essa atitude vai na mesma linha do desgoverno Bolsonaro que só faz atacar e retirar direitos da classe trabalhadora”, afirmou o presidente do Sindmetal-PE, Henrique Gomes.
Ele acrescentou ainda que a luta continuará a nível nacional em toda a Gerdau do Brasil, no qual os trabalhadores (as) foram prejudicados com essa política mesquinha de cortar direitos para comprar uma empresa no Ceará, a SILAT – Siderúrgica Latino Americana, porque isso está justificando o baixo índice para ser pago o PPR. O mais revoltante é que a empresa ficou escondendo os fatos e suas chefias e gestão não sabem nem explicar porque apresentou esse resultado inexpressivo. Na verdade, o que muitas chefias sabem é bajular a empresa e retaliar os trabalhadores para tentar subir de cargos ou funções.
#juntossomosmaisfortes
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 2 =

Seja bem vindo ao SINDMETAL-PE

WhatsApp