Em assembleia histórica, alterações estatutárias do SINDMETAL-PE são aprovadas pelos trabalhadores

Diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco e trabalhadores representados pela entidade participaram de um momento histórico para a categoria. O SINDMETAL-PE realizou a primeira Assembleia para aprovação das alterações no estatuto do sindicato. A assembleia aconteceu no último sábado (19/11), no auditório do Sindicato dos Bancários, localizado na Rua Manoel Borba, na Boa Vista. As mudanças no Estatuto foram aprovadas por unanimidade pelos trabalhadores presentes.

As alterações propostas e aprovadas foram: o Enquadramento do estatuto no Código Civil; Mudança de endereço e nome fantasia; Direitos Associativos; Formas de convocação de assembleia e reunião da diretoria; Duração do mandato e vedação de reeleição em mais de dois mandatos na mesma secretaria executiva; Ampliação da diretoria; Condições e competências para isenção de sócios; Atualização de competência; Prazo para reeleição; Mudança das exigências documentais para participar das eleições; e Definições dos locais de votação.

O assessor jurídico convidado para acompanhar a alteração estatutária, dr. Ricardo Tibau, explicou os aspectos formais das mudanças do estatuto. “O que está sendo praticado através da assembleia é um ato político e jurídico. É político porque a categoria, guiada pela sua direção, séria e responsável, entende que há a necessidade de fazer uma série de ajustes no estatuto, que é a lei da categoria. Como também estamos tratando de modificar a constituição da entidade, passa a ser um ato jurídico e requer uma série de formalidades, que foram cumpridas como, convocação de assembleia, publicação de edital e participação dos trabalhadores na votação.”

O delegado de base Lúcio Melo reconheceu a assembleia como um momento muito importante para a classe trabalhadora. “Como delegado sindical, eu sempre tive o sonho de ver a minha categoria mais bem representada perante ao sindicato. Eu vejo que há muito tempo precisávamos de algumas mudanças que deveriam ter sido feitas para melhorar a nossa conjuntura e trazer questões de ordem para todos os nossos encaminhamentos. Eu me sinto muito feliz em participar desse momento que vai se perpetuar por muitos anos”, disse Lúcio.

O presidente Henrique Gomes comentou esse momento histórico para o SINDMETAL-PE. “Eu sempre venho frisando na minha gestão que a transparência está acima de tudo. A gente galgou mais um passo e eu não tenho dúvida de que vamos chegar cada vez mais adiante. Nós cumprimos mais um ponto que estava previsto na carta programa da nossa gestão, que era essa mudança do estatuto, pois para o Código Civil ele já estava ultrapassado. Desde 1993, que o estatuto não coincide mais com a vivência do metalúrgico atualmente. Depois dessa vitória, sei que ainda há muitas coisas para conquistar. É como eu sempre digo: é errar menos e acertar mais. Essa mudança também foi fundamental, pois nós não queremos nos perpetuar no poder. Cada presidente, cada secretário ou membro da executiva só pode ficar por dois mandatos em sua posição. Com isso, estamos oxigenando a direção para que qualquer trabalhador um dia possa vir a ser um presidente ou um secretário da executiva. Se cada diretor de base continuar fazendo seu belíssimo trabalho no chão da fábrica, vamos, com certeza, dar oportunidade a essas pessoas. Queremos lembrar que o sindicato não é nosso, o sindicato é de todos os trabalhadores”, concluiu o presidente.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

14 + três =

Seja bem vindo ao SINDMETAL-PE

WhatsApp