Empreiteiras da Lava Jato voltam às licitações em Estados e municípios

As empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato ensaiam uma retomada na participação em obras de governos estaduais e municipais.

Camargo Corrêa, OAS, Odebrecht e Queiroz Galvão — todas investigadas por suspeita de participação em cartéis em obras na Petrobras — têm disputado licitações.

Primeira entre as grandes construtoras a firmar acordo de leniência na Lava Jato, no qual devolveu R$ 700 milhões aos cofres públicos, a Camargo Corrêa conquistou obras em São Paulo e Bahia desde o fim do ano passado.

A empreiteira será a responsável por construir estação Morumbi da linha 17- Ouro do metrô de São Paulo, obra do governo paulista, e a primeira etapa de um sistema de pistas exclusivas para ônibus em Salvador

Em nota, a Camargo informou que a "qualificação técnica" da empresa permitiu maior "flexibilidade comercial". E diz que, desde a leniência, buscou corrigir irregularidades e aprimorar os sistemas de controle interno.

Seguindo na mesma linha, a OAS já arrematou três grandes obras do governo da Bahia desde o ano passado.

As informações são de reportagem na Folha de S. Paulo.

(Fonte: Brasil 247)

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

onze + 17 =

Seja bem vindo ao SINDMETAL-PE

WhatsApp