Metalúrgicos analisam proposta do patronal e deliberam sobre greve geral nesta terça-feira (17)

Henrique Gomes em assembleia com os trabalhadores metalúrgicos. Foto: Leandro Lima.

 

Após sete rodadas de negociações entre o Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco (Sindmetal-PE) e o sindicato patronal, as propostas serão repassadas para os trabalhadores em assembleia que acontece nesta terça-feira (17), a partir das 18h30, no auditório do Sindicato dos Bancários. Os patrões, que inicialmente haviam oferecido apenas 1% de reajuste, chegaram a 3%, o que significa ganho real de 1,3% para a categoria. Além disso, aceitaram a proposta do Sindmetal-PE de não aplicar a reforma trabalhista, que passa a valer a partir do dia 11 de novembro.

Para Henrique Gomes, presidente do Sindmetal-PE, caso os trabalhadores aceitem a proposta, será uma das maiores conquistas da luta sindical no Brasil este ano. “Nós conseguimos garantir direitos que seriam perdidos com a reforma trabalhista. Essa era a nossa maior preocupação. Um exemplo é a homologação no Sindicato. Quando a homologação é feita por nós, o trabalhador tem a garantia de que todos os direitos devidos serão cobrados”, explica. “Garantimos, ainda, que gestantes e lactantes não trabalhem em local insalubre, a não terceirização das atividades fins, a não demissão de trabalhadores doentes, assim como não permitir a jornada de trabalho 12×36, que é prejudicial para a saúde e bem-estar dos metalúrgicos”, destaca Henrique.

Barrar a reforma trabalhista era a maior preocupação do Sindmetal-PE, mas ainda assim conseguiram com que o patronal oferecesse 3% de reajuste, o que garante um ganho real de 1,3% para o trabalhador e trabalhadora da categoria. Para o presidente do Sindicato: “Alcançamos a nossa maior conquista, mantendo as cláusulas da nossa Convenção Coletiva (CCT) – que é considerada uma das melhores do Brasil – e melhorando a redação de outras, garantindo e ampliando conquistas, e barrando a reforma trabalhista”.

Nesta terça-feira (17), os trabalhadores irão fazer uma apreciação das propostas durante assembleia, às 18h30, no auditório do Sindicato dos Bancários, localizado na Avenida Manoel Borba, 564, Boa Vista. Na ocasião, os trabalhadores também irão deliberar sobre a possibilidade de greve geral da categoria, caso não aceitem as propostas do patronal.

Metalúrgicos unidos por nenhum direito a menos!

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um + 18 =

Seja bem vindo ao SINDMETAL-PE

WhatsApp