Para dar voz e vez à classe trabalhadora, LULA LIVRE!

Hoje Luiz Inácio Lula da Silva está preso em Curitiba, vítima de uma condenação injusta e sem qualquer prova concreta sobre um apartamento no Guarujá que não lhe pertence. Na verdade Lula é inocente e sua prisão é a continuidade do golpe do impeachment de Dilma, que colocou na presidência Michel Temer para defender os interesses dos empresários, das multinacionais e da elite endinheirada. A Central Única dos Trabalhadores-CUT e seus sindicatos filiados alertaram, desde 2016, que o golpe patrocinado pelos grandes empresários, pela rede Globo e efetivado pelo Judiciário e uma maioria a serviço dos ricos no Congresso Nacional, tinha o objetivo de atacar os direitos sociais e trabalhistas, entregar a riqueza do Pré-sal para as multinacionais e destruir as conquistas obtidas com muita luta pelo povo trabalhador do Brasil. A CUT desenvolve toda a sua ação partindo da defesa dos interesses da classe trabalhadora. Por isso é que denunciamos que a prisão encomendada de Lula – favorito em todas as pesquisas para as eleições presidenciais de outubro – é para aumentar ainda mais os ataques ao emprego, aos salários, aos direitos sociais e aos serviços e empresas públicas, tirando o couro da classe trabalhadora em benefício de meia dúzia de exploradores de nosso povo. Por isso é mais do que legítimo, é necessário que os trabalhadores e trabalhadoras entrem na batalha pela liberdade de Lula – o presidente mais popular da história do Brasil e o que mais fez pelos trabalhadores e o povo pobre – participando ativamente na campanha “Lula Livre”, abraçada no Brasil e em todo o mundo por inúmeros partidos, movimentos, personalidades, artistas e organizações sindicais. Defender Lula é defender a política de valorização do salário mínimo iniciada em seu governo, é defender que os recursos do Pré-sal sejam destinados à Saúde e à Educação é defender os programas sociais que tiraram milhões da miséria (como o Bolsa Família) – tudo aquilo que os golpistas vêm destruindo – é defender os interesses da classe trabalhadora, a democracia e a soberania nacional. A prisão de Lula, num processo viciado, sem provas e manipulado pela grande mídia, foi feita para intimidar a classe trabalhadora em sua luta contra a exploração e por um futuro melhor para a nação. Só a força e a unidade da classe trabalhadora é que pode derrotar aqueles que querem nos escravizar. Força e unidade que já demonstramos em 28 de abril de 2017, na greve geral de 45 milhões de trabalhadores e trabalhadoras de todo o país, que impediu que o governo ilegítimo de Temer fizesse o desmanche da Previdência e acabasse com nossas aposentadorias, como queriam todos os patrocinadores do golpe. Não só a CUT, mas também outras centrais sindicais brasileiras denunciam a condenação e prisão sem provas do ex-presidente, cujo único objetivo é tirar Lula da disputa eleitoral, impedindo que o povo decida democraticamente. Para a CUT, Lula é inocente e deve ser candidato a presidente! Em defesa dos nossos empregos, de nossos salários, da justiça e da democracia, chamamos todos os trabalhadores e trabalhadoras a se somarem à luta por Lula Livre, construindo comitês nos locais de trabalho e de moradia, fazendo com que a voz da classe trabalhadora, que constrói a nação, seja ouvida e respeitada no Brasil!

Lula é inocente!

Lula Livre!

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezoito − 11 =

Seja bem vindo ao SINDMETAL-PE

WhatsApp