Seminário na luta antirracista discute o papel das políticas públicas e a atuação estratégica do movimento sindical

Aconteceu na manhã desta sexta-feira (26/08), o Seminário Virtual e Itinerante Metalúrgicos (as) na luta antirracista, com o tema “Qual o papel das políticas públicas afirmativas e como o movimento sindical pode fazer uso delas “. A atividade, realizada de forma presencial e virtual, através da plataforma Zoom, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco (Sindmetal-PE), no Recife, foi promovido pelo Coletivo de Igualdade Racial da entidade e o Coletivo Nacional de Igualdade Racial da Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM – filiado à CUT).

O secretário do Coletivo de Igualdade Racial do Sindmetal-PE, Waldeir Edvan e a secretária de Igualdade Racial da CNM/CUT, Christiane Aparecida, foram os moderadores do evento.

A pedagoga, coordenadora do MNU-PE/ ativista do movimento de mulheres e do movimento lgbtqia+, Marta Almeida e o secretário de Combate ao Racismo da CUT/PE, Gilson de Góz, foram os palestrantes do evento, que também contou com a participação do presidente do Sindmetal-PE, Henrique Gomes; a secretária da mulher e diretora da CUT, Jessica Alves, além do presidente da CNM/CUT, Loricardo de Oliveira.

O seminário teve por objetivo discutir sobre a importância das políticas afirmativas, e de como o sindicato pode fazer uso delas. Na ocasião, foram abordados assuntos como: a falta de ações públicas e de como isso afeta os que sofrem discriminação étnica, racial, de gênero ou religiosa; além da importância da luta e a resistência por direitos iguais para brancos e pretos. Também foi discutido o racismo e a importância de criar políticas públicas para fortalecer cada vez mais o trabalhador no chão de fábrica.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × um =

Seja bem vindo ao SINDMETAL-PE

WhatsApp