Estaleiro Vard Promar demite 64 trabalhadores

Redução do conteúdo local é ameaça para a indústriaFoto: Hugo Arce/fotos públicas

 

O futuro da indústria naval pernambucana está em xeque novamente. É que, mesmo depois de o setor ter conseguido alterar a Medida Provisória (MP) que liberava a importação de navios com desoneração fiscal, notícias de novas demissões começaram a correr nos estaleiros de Suape. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos (Sindmetal-PE), 64 trabalhadores foram desligados do VardPromar só na quinta-feira (16). 

“A questão do regime fiscal de importação foi solucionado, mas a MP 795 pode causar outro impacto que é a redução do conteúdo local. Isso significa desemprego e já está vindo à tona com essas 64 demissões”, denunciou o presidente do Sindmetal-PE, Henrique Gomes. Ele explicou que, atualmente, 65% dos equipamentos que compõe os navios brasileiros devem ser produzidos em território nacional. Caso a MP passe pelo Senado, no entanto, esse percentual pode cair para 25%. “Com isso, será mais rentável trazer as peças de fora e transformar os nossos estaleiros em locais de montagem”, disse Gomes, lembrando que, em países como Estados Unidos e Noruega, o conteúdo local chega a 75%.

Leia também:
Estaleiro Atlântico Sul pode perder contrato
MP é nova ameaça ao estaleiro em Suape

Ainda segundo o Sindmetal-PE, isso pode provocar o fechamento de mais 2,5 mil vagas na indústria naval pernambucana. Gomes explica que, com a redução do conteúdo local, o Vard Promar, que emprega 1,2 mil pessoas, poderia ter apenas 700 trabalhadores. Já no Estaleiro Atlântico Sul (EAS), o número de empregos poderia cair de 3,5 mil para 1,5 mil. 

Não bastasse isso, os empreendimentos ainda sofrem com a falta de encomendas devido à crise desencadeada pelas denúncias de corrupção na Petrobras. O Vard, por exemplo, está terminando dois navios gaseiros sem a perspectiva de receber novos pedidos. O EAS também só tem trabalho certo até o início de 2018. Por isso, outras 800 vagas já foram fechadas neste ano na indústria naval pernambucana.

 

Fonte: http://www.folhape.com.br/economia/economia/economia/2017/11/17/NWS,48965,10,550,ECONOMIA,2373-ESTALEIRO-VARD-PROMAR-DEMITE-TRABALHADORES.aspx

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + cinco =

Seja bem vindo ao SINDMETAL-PE

WhatsApp