Nordestinos querem ir até Lula na prisão

Os governadores do Nordeste pretendem visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na carceragem da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde o petista está preso. A visita está sendo organizada para amanhã, em horário ainda a ser acertado com a PF. O encontro foi sugerido pelo governador do Ceará, Camilo Santana, que também é filiado ao PT. De acordo com a assessoria de imprensa do chefe do Executivo cearense, oito dos nove governadores do Nordeste já confirmaram ida à capital paranaense para visitar Lula. Apenas o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), ainda não confirmou.

Além dos governadores nordestinos, autoridades internacionais e congressistas querem se encontrar com Lula no Paraná, segundo informou ontem a presidente do PT, Gleisi Hoffmann. A Comissão de Direitos Humanos da Câmara e do Senado também quer se reunir com o petista em Curitiba.

“Tenho dúvidas se precisa de decisão judicial (para essas visitas). Senadores e deputados têm representatividade pública e têm direito a visitar o presidente, que também é uma figura política”, comentou Gleisi.

Ontem, a presidente do PT esteve em um acampamento de apoiadores do ex-presidente Lula, nas proximidades de Superintendência da PF em Curitiba, e cobrou um posicionamento da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber, que poderia favorecer o petista em julgamento nesta semana.

JULGAMENTO
Rosa votou contra a prisão de condenados em segunda instância, como é o caso de Lula, em julgamento a respeito do assunto em 2016. Na sessão em que foi negado o habeas corpus preventivo a Lula, porém, ela disse que iria seguir a tese vencedora na corte naquele ano, a favor da prisão de condenados, o que acabou sendo determinante para a detenção do ex-presidente.

“Temos expectativa na quarta-feira de que a ministra Rosa Weber cumpra com aquilo que falou no julgamento em que ela participou do habeas corpus do ex-presidente Lula de que iria rever a decisão”, disse Gleisi.

A presidente do PT disse que os advogados estão fazendo contatos convencionais com os ministros. O caso pode voltar a ser discutido no Supremo nesta semana. 

Na quarta-feira, o ministro Marco Aurélio Mello, da Corte, deve levar ao plenário do STF o pedido de liminar do Partido Ecológico Nacional (PEN) contra a prisão em segunda instância. O requerimento foi feito em uma das duas Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADCs) que discutem a execução antecipada da pena de forma geral.

Marco Aurélio já disse que a tendência é não decidir sozinho sobre o pleito, mas apresentar em mesa ao colegiado, o que faria os 11 ministros decidirem, no mesmo dia, sobre a liminar. (Da redação com a Agência Estado)

 

Fonte: http://www.impresso.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/cadernos/politica/2018/04/09/interna_politica,185895/nordestinos-querem-ir-ate-lula-na-prisao.shtml

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 − 7 =

Seja bem vindo ao SINDMETAL-PE

WhatsApp